Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

O padre a freira novica e o camelo

Por: casauser61247 - Categoria: Fantasias

Essa foi contada por um padre frances que ouviu a historia no seu tempo de seminário, ninguem sabe se é verdadeira ou não, mas se for... beem... Reza a historia que as recem formadas novicas e os seminaristas recem formados em padres de uma determinada região inóspida e desertica, receberam do conselho a determinação de visitar comudades distantes para levar a palavra e aprender a terem humildade. É obvio que essas viagens eram feitas por grandes grupos sendo que no início apenas de homens, mas por determinação, algumas freiras deveriam seguir com eles tambem pela propria segurança delas.    Em uma dessas viagens que eram feitas com camelôs, uma forte tempestade de areia se abateu sobre todos, e fez com que um dos camelos que levava uma jovem novica de pele clara e 17 anos, se assustasse e saisse correndo.    Um jovem e impetuoso padre que viu o acontecido, sabia que se ela se perdesse no deserto a morte seria certa e saiu em seu camelo em busca de alcança-la.    Passou-se a tempestade, e algum tempo depois eis que o jovem padre encontra a jovem freira chorando debruçada sobre seu camelo morto, mas suas vestes fechadas a haviam projido.    O jovem deu-lhe a mão e colocou-a na garupa do seu camelo, ao qual começaram a tentar retornar.    Dia e noite se passou, um, dois, tres dias, sobre sol e areia, eles estavam perdidos, até que o camelo não mais resistiu e tombou.     Era inicio de noite e eles se protegeram numa caverna que encontraram nas redondezas, ele acendeu um fogo e tentou dormir, mas os pensamentos que lhe vianham a cabeça não o deixavam.     Até que em determinado momento o jovem padre chegou que dormia virado para um lado e a jovem noviça voltada pra o outro foi até ela e conversou-lhe: - Irmã, vamos morrer aqui. *se assim o for que esta escrito meu distino assim será.    -Irmã, nunca passou-lhe o desejo de conhecer os prazeres da carne?    *de forma alguma, sou fiel aquele que a todo dia me prontifico.    Mesmo com todo argumento, o jovem padre não conseguia dobrar a vontade da jovem noviça, e tentou beija-la e abraça-la, mesmo com todas aquelas vestes negras, e só com o rosto de fora, percebia-se que aquela era uma jovem maravilhosa.    A jovem noviça começou a evitar as investidas do jovem padre, ao qual começou a cada vez mais e mais tentar abraça-la e beijá-la.    Mas a jovem lutava e esperneava, e chegou e no exato momento que soltou um grito alto, algo invadiu o jovem padre que deu-lhe um tapa a qual levou-a a chorar.    Com a força masculina subjulgando a jovem freirinha, o padre que havia trazido consigo a corda que trazia no camelo, amarrou as mãos da freirinha e a arrastou pelo chão para fora da caverna.    A freirinha se debatia e chorava, sendo arrastada feito um animal com suas mãos amarradas.    O Jovem padre então a levantou e jogou-a deitada sobre o bucho do camelo morto, e amarrou a corda que predia suas mãos na parte de baixo da cela que ficava presa ao chão.    A freirinha continuava a gritar e perguntar o que ele iria fazer, e o jovem padre pegando outros pedaços de corda amarrou primeiro em um calcanhar, e outro pedaço no outro calcanhar da freirinha.    Apos isso, ele de forma agressiva arraganhou as pernas dela, amarando suas pernas em aberto. Ou seja, a freirinha ficou com a bunda pra cima, com as mãos amarradas e as pernas abertas e tambem amarradas pelos tornozelos.    Nesse momento o padre levantou as vestes da freirinha e eis que se deparou com coisa mais bela que já havia visto na vida.    Sua pele era rosada, totalmente lisinha, sem uma só mancha, e com a luz do luar, havia um brilho incrivel que só lhe aumentava o tesão.    O padre então puxou as vestes por cima da cabela, mas eis que essas não saiu, pegou uma faca e cortou-as deixando a freirinha que se debatia e chorava, completamente nua, apenas com a tunica na cabeça.    Nesse momento o padre que tirou sua batina posicionou-se atras dela ao qual ela gritou.    PADRE, O QUE VOCÊ VAI FAZER, POR FAVOR O QUE VOCÊ VAI FAZER - e aumentou mais ainda o choro.    O jovem padre que nunca havia tido sexo com uma mulher, colocou seu membro duro na entrada daquela vagina com pelos lisinho e forçou a entrada.    A freirinha hurrava de dor e desespero, mas o padre não parou, quanto mais ela hurrava, mais ele ficava excitado.     O padre forçou, forçou a entrada, um principio de sangue começou a sair, mas nada de conseguir romper o caçabo daquela freirinha.     A freira que se debatia e chovara em prantos dizia que era virgem, nunca havia nem se tocado, e que era totalmetne pura.     O padre que tambem era virgem, e tinha seu membro não muito encaliçado continuava a forçar a entrada daquela bucetinha maravilhosa mas nada.     Apos algum tempo tentanto e tentando, não teve grandes progressos e seu pau começou a dor um pouco.    O padre se afastou, mas seu tesão não diminuia, principalmetne porque mais e mais a freirinha se desesperava e dessa forma seu tesão cada vez mais almentava.    Percebendo que não iria conseguir seu intento, ele começou a meter os dedos pra ver se abria caminho pra seu pau, apesar dos gritos de dor da freirinha, era inutil, a vagina virgem e elastica voltava ao lugar.    Nesse momento eis que o padre vê um pedaço de pau a poucos metros de distância, era o cajado que eles usavam pra se apoiar no deserto.    Vendo aquilo a freirinha implorou que por favor não fizesse nada.    O padre não dando ouvidos a freira, cuspiu na ponta do cajado, com uma das mãos abriu os grandes lábios da boceta da freitinha e começou a enfiar o pedaço de pau dentro da boceta dela.    A freira que dava espasmos de dor e tentava pular, mas não conseguir por estar bem amarrada, só podia mesmo era gritar.    O padre começou metendo o cajado e começo a força-lo, mas a boçeta realmente era virgem e dificil de ser penetrada com jeito, foi ai que ele não pessou, com bastante força, pecou o cajado e enfiou, na boceta dela a qual estourou seu cabaço, ele ainda meteu e tirou algumas vezes pra ter certeza.    Em seguida tirando o cajado de dentro da boceta, enfiou dois dedos pra ter certeza do caminho aberto, apesar de muito ensanguentado.    A freirinha que a essa altura já esta quase a desmaiar, não acreditou quando olhou pra tras e mesmo em meio a todo sangue, viu o padre limpa-la com os panos de suas vestes e mirar seu pau na direção de sua boceta.    A freira pediu por tudo que ele não fizesse aquilo, pois estava doendo demais, o padre sem ouvi-la não quis nem conversa, mirou a cabeça de sua pica na entrada da boceta e começou devagar a penetra-la.    O cajado podia ter entrado rasgando e ser longo, mas era fino.    Já o pau do padre era fenomenalmente grosso, e levou a freira a soltar um grito estridente quando esse entrou completamente dentro de suas entranhas.    O padre que então deitou-se por cima dela, e começou a fodê-la, apertando seus peitinhos duros que ralavam no lombo do camelo.    O padre metia e bombava, como um animal e a freirinha gritava.     ao final, o padre, gozou dentro dela.     O gozo foi descomunal, pareciam litros de esperma, ao qual escorreu pelas perna grossas e brancas da freirinha.     Ele caiu pra o lado, e em seguida com uma faca cortou as cordas que a prendiam.     Ela desconsolada pegou suas vestes e tentou cobrir sua vergonha enquanto o padre no chão a olhava.     Mas eis que no momento que ela se afasta ele vê seu esperma saindo e pingando de dentro da vagina dela e de novo lhe sobe o tesão....
    BEM DAQUI EM DIANTE DEIXO POR CONTA DE SUA IMAGINAÇÃO.

Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Ficha do conto

foto avatar usuario casauser61247
Por: casauser61247
Codigo do conto: 8187
Votos: 0
Categoria: Fantasias
Publicado em: 12/08/2014

×

OPS! Para votar nesse conto voce precisa efetuar o login


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2019 - zimhow.top - Todos os direitos reservados

Online porn video at mobile phone


casadoscontos.com.brcontos eroticos zoofiliawww.casa dos contos eroticoscasa doa contos eroticosconto corno mansocontoseroticiscasa dos contos.commelhores contos eróticosmae e filha contoscasa contos eroticoscontos de exibicionismocontos incesto com fotoscontos eróticos insetoscontos eróticos grátiscontos reais de cornoscontoincestocomi minha prima contocontos eroticos separadoscontos eroticos zoofiliacasadoscotoscontos eroticos de fantasiascontos interracialcasados contos eroticosexibicionismo contoscasa dos contoseroticosconto eroticos incestocontos eróticos de travestiszoofilia contos eroticoscontos eroticos categoriascasadoscontos eróticoscontos eroticos mãe e filhoultimos contos eróticos gaycasa dos contos eroticos gaycontos comi minha filhamelhores contos gaycasadoscontoszoofilia?trackid=sp-006casadoscontoeroticocontos eróticos de lésbicaswww.casadoscontos.comcasadoscontoscontos eróticos de masturbaçãocontos eroticos com o paicontos esposacontos gay com fotocontos de incesto mae e filhocontos eroticos incesto mae e filhocasa dos contos eroticiscont erotcasados contos eróticoscasadoscontosercontos eroticos casa dos contoscontos heroticos zoofiliacontos de insestocontoscasadoscasas dos contos eroticoswww.casa dos contos eroticosconto erotico ultimoeu minha mulher e um travestime comeram no onibuscomendo a prima contocontos eroticos com o paicontos eroticos fantasiacontos eroricos casaingenua contoscontos zoofiliarelatos eroticos com fotosminha filha me seduziucontos lesbincesto conto eroticocasa dos contos.comcontos eroticos gay com fotocasa dos contos tiacontos eroticos gays com fotosúltimos contos eróticos gaycasa doscontoseroticosúltimos contos eróticoscasa dos contincesto contochupei o pau do meu paicontos eroticos heterocontos eroticos por categoriacasa dos contos lesbicascasados contoscasadoscontos comconto erotico negracasa.dos.contos eroticoscontos eroticos de cornocontoroticomenage contospriminha contos