Esqueceu a sua senha? Clique Aqui

Principal Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco
Categorias Ultimos Contos Melhores Enviar Contos Painel Cadastro Fale conosco Login

Malú: Casada e Infiel

Por: Malu - Categoria: Traicao

MALÚ:CASADA E INFIEL


Meu nome é Malú e sempre fui muito quente em relação ao sexo, mas devido a criação, acabei reprimindo certos desejos considerados “errados” pela sociedade. Sentia tesão até vendo novela, quando os atores se beijavam na telinha. Imagina quando via certos filmes então.

Sou uma mulher de 26 anos hoje, casada com um homem especialmente fora de série, que me oferece tudo que uma mulher pode sonhar, exceto um sexo quente na cama, apesar do pouco tempo de casados- 4 anos.

Ele tem quase o dobro da minha idade e talvez isso faça com que ele não seja mais o garanhão que eu sobe ter fama no passado distante. É bonito, corpo legal, inteligente e com uma mente aberta e atual. E com um detalhe muito bom: é rico. Isso me mantém coladinha a ele também, mas não é o fator mais importante na vida.

Eu sou uma loira de cabelos cacheados, olhos azuis, cinturinha fina e com um bumbum que, segundo dizem é de parar o trânsito. Tenho 1,75m e 56 kgs muito bem torneados pela natureza e com certa ajuda do meu cirurgião plástico que turbinou meus seios deixando-os do jeito que eu sonhava.

Quando tive alta da cirurgia, abandonei o uso de sutiãs e só usava na praia ou clube, mas sempre procurava peças sensuais que valorizassem mais ainda a beleza deles.

Usava novos decotes e transparências sem o menor problema. E sempre com o apoio do maridão que começou a gostar de me ver deixar os homens babando pela mulherzinha dele. Comecei a usar calças mais justas ou curtas valorizando minhas curvas. Em restaurantes ele sempre me avisava discretamente que havia um ou dois homens me observando e eu me molhava toda quando percebia que era verdade e certa vez, comentei com ele meu estado. Ele perguntou se eu tinha gostado do gato e eu corada, baixei a cabeça de vergonha, mas ele foi liberal e pra que eu me sentisse mais sexy, disse que era natural os homens me comerem com os olhos. Disse ainda que sabia que ele era incompleto comigo na cama por falta de libido e se desculpou. Aquelas palavras me deixaram mais apaixonada por ele e espantada com o que veio depois. Ele me disse que eu era uma mulher nova, quente e cheia de vida e tesão e que a partir daquele momento estaria liberada e poderia sair com outro homem que me agradasse. Fiquei pasma com aquilo e quis brigar com ele dizendo que ele não me amava mais e ele disse que amava sim e que por esse motivo mesmo é que estava “abrindo o mercado” pra mim. Desconversei e mudamos de assunto, mas na cama depois de uma transa nem tanto satisfatória, comecei a pensar mais no assunto e acabei sentindo um fogo no meio das pernas e só de pensar em outro cacete além do meu marido me fez ter um orgasmo em silêncio.

No dia seguinte, durante o café da manhã, quis confirmar com ele o papo da noite anterior, já que ele estava na quarta dose de wisk quando falou tudo aquilo e ele confirmou novamente. Senti um novo fogo no meio das pernas e sorri dizendo que ia pensar a respeito. Ele foi trabalhar e eu fui escolher a roupa que usaria pra sair à tarde e convidei uma amiga para me acompanhar e ela pediu que pra passar na casa dela e apanha-la. Quando cheguei e toquei a campainha, ela me fez entrar e me levou para a sala onde ela estava teclando na internet com um rapaz e segundo ela, fazendo sexo virtual. Me mostrou o texto da conversa e o que li me deixou molhadinha na maior facilidade. Decidi naquele momento que compraria um computador pra mim e começaria fazer tudo aquilo também. Liguei para meu marido e contei a novidade e ele aprovou. Fui à loja indicada por ele e comprei pagando à vista e tendo assim um tratamento diferenciado e me prometeram que um técnico iria entregar em casa e montar o equipamento pra mim. Deixei minha amiga em casa e fui pra minha esperar pelo meu novo brinquedinho.

Duas horas depois tocou campainha e ao abrir, quase tive um treco: um negro alto e lindo com uma caixa grande nas mãos perguntando se eu era a Sra. Maria Lúcia. Gaguejei e confirmei ouvindo ele dizer que trazia meu micro e “montaria pra mim”. Olhando pra ele convidei pra entrar e pensei que ele poderia “montar em mim”. Mas deixei ele na sala indicada montando tudo e disse que ia tomar uma ducha e já voltava e que era pra ele ficar à vontade. Dei mais uma olhadinha pra ele e quase tremi na base. Entrei na ducha e desliguei a água quente pra esfriar a xaninha e o tesão, mas nada. Nem uma masturbação rápida me aliviou. Coloquei uma calcinha bem pequena de rendinhas e fio dental e um hobby curtinho de seda branca e fui ver como estava a montagem.

Recém saída do banho e perfumada, não teve como o rapaz elogiar o perfume que sentia e me deu aquela medida com os olhos, dando uma parada nas coxas à mostra.

Fiz algumas perguntas sobre o micro, mas ele falava, eu olhava pra ele, mas meus pensamentos estavam longe do micro e perto da cama. Resolvi dar sopa pra sorte e peguei uma cadeira e sentei cruzando as pernas bem perto dele que a todo momento desviava os olhos e me secava as coxas. Aquilo foi me deixando mais e mais molhadinha. Eu estava vendo a hora em que pularia sobre ele e o atacaria, mas não precisei. “Sem querer” ele deixou uma chave de fenda cair no chão e me pediu pra pegar pra ele. Abri as pernas e dobrei o corpo para apanhar a ferramenta deixando que ele tivesse uma visão mais detalhada do que cobria aquela seda branca. Quando voltei à posição, a parte de cima do hobby ficou desarrumada e deu mais um ponto de visão pra ele, parte dos meus seios empinados e firmes. Ele parou de vez e ficou me olhando o corpo todo, de cima em baixo e eu pegando fogo esperando uma atitude dele quando ouvi ele dizendo em tom de exclamação que eu era um espetáculo de mulher e perguntei suavemente se ele queria ver mais e me levantei e abri a roupa bem devagar e mostrei tudo pra ele que esticou a mão pra me tocar, mas não teve coragem. Olhei pra ele e disse: sirva-se. Não precisei falar duas vezes. Ele levantou da cadeira e me deixou perceber o volume enorme que se formou na calça dele. Fiquei olhando pra calça dele enquanto ele ma acariciava de leve e tocava meus seios e foi se aproximando e acabou me abraçando e me beijando a boca. Suas mãos passeando pelo meu corpo todo e o pau dele crescendo cada vez mais.

Toquei seu volume e pedi pra ele tirar a roupa e me seguir. Deixei o hobby cair e fui em direção ao meu quarto. Olhei quando ele veio tropeçando na calça que tentava tirar a todo custo. Ri da cena e esperei por ele deitada na cama de forma bem sensual. Ele chegou só de cueca que eu tirei antes que ele começasse algo. Pensei em desistir quando vi aquela varona negra, grossa, brilhante e cheia de veias. Lindo potente, mas não tinha mais volta e quando ele foi deitar sobre mim eu pedi pra me deixar chupar o monstro antes e fui pra cima dele. Fiquei admirando aquela maravilha de mais ou menos 23 cm e coloquei na boca tentando engolir tudo, mas obviamente não deu e me contentei em chupar somente a cabeça e onde conseguia chegar. Eu sei que proporcionei a ele algo que talvez nunca tinha conseguido. Deixei o pauzão bem molhado pela minha saliva e subi sobre ele e encaixei na minha xaninha delicada. Fui metendo e gritando de alegria e tesão e antes de chegar no final, gozei com nunca havia feito. Encaixei tudo e comecei a melhor cavalgada da minha vida. Após perder o número de orgasmos que tive, deixei meu corpo cair sobre o dele, que me virou e me colocou na posição de frango assado e continuou a bombar. Eu sentia sua pressão no peito e delirava e só gozava até que de forma consciente, ele avisou que ia gozar e tirou de dentro dela, pois estava sem camisinha e despejou 5 ou 6 belos jatos de esperma sobre meu corpo e o primeiro chegou no meu rosto de tanta potência.

Ele deitou-se ao meu lado e só exclamou: MEU DEUS, QUE MARAVÍLHA!!!

Pediu uma toalha e perguntou onde era o banheiro e eu levei meu novo Apolo até lá e pra que o esperma dele não caísse pelo chão, passei por todo corpo e até na boca. Assisti seu banho e ele meio de cabeça baixa, não sei por que, disse que ia terminar de montar o computador. Voltei peladinha até onde ele estava e ele me disse pra não provocar mais pois ele era evangélico e aquilo era errado. Compreendi e aceitei, já que estava bem saciada e meio dolorida na xaninha. Ele terminou de me orientar e sugeriu um curso de informática para aprimorar os conhecimentos.

Acompanhei o rapaz até a porta ainda nua e pedi um beijo de despedida que ele não negou e me proporcionou meu último orgasmo.

Ele saiu e no caminho cumprimentou meu marido que chegava em casa e que quando abriu a porta e me viu nua, entendeu tudo e sem dizer nada ouviu meu relato e meu agradecimento pelo seu amor por mim. Levei o pelas mãos até a sala onde estava montado o computador novo pra ele.

Ele me disse que pediria ao Marcio do CPD da sua empresa para vir me dar umas aulinhas de informática no dia seguinte e ele deu. E como deu. Eu conto na próxima como foi a primeira aula.

Comentarios
Seja o primeiro a fazer um comentario nesse conto.
Comente esse conto abaixo

(Numero maximo de caracteres: 400) Você tem caracteres restantes.

Desejo registrar meu voto junto com o meu comentario:


Ficha do conto

foto avatar usuario Malu
Por: Malu
Codigo do conto: 153
Votos: 3
Categoria: Traicao
Publicado em: 28/08/2002

×

OPS! Para votar nesse conto voce precisa efetuar o login


Este site contém contos eroticos, fotos e videos destinados exclusivamente ao público adulto.
Ao acessá-lo, você declara que tem no mínimo 18 anos de idade e que no país onde você esta acessando esse conteúdo não é proibido.
© 2005-2019 - zimhow.top - Todos os direitos reservados

Online porn video at mobile phone


casa conto eroticocasadoscontos incestoconto erotico cornocasados contos eróticoscontos eroticos de cornoshistória de zoofiliacasa dos contos lesbicascontos de incesto mae e filhocasa dos contos eroticos ultimosrelatos eróticos por códigoconto bisexualultimos contos de incestocasa dos contocasados contos eroticoscasacontoseroticoscasa contos gaycasa doscontos eroticoscontos crentescontos eroticos lesbicoconto erotico lesbicocontos eroticos incestuososzoofiliaboycasados contoswww.casa dos contos eroticoscontos calcinhaconto de incestocontos eróticos com coroascontos com travesticasadoscontos.comcontos eroticos por categoriascontoseroticos recentescontos eroticos exibicionismomae casa dos contosconto erótico lesbicocontos exibicionistacontos eroticos vizinha coroamichellystripercontos eroticos de cornoscontos cornoscontos eróticos 2015contoseroticosfotoscasa do conto eróticocontos eroticos gay com fotoscssa dos contoscontos eroticos com a empregadaconto erotico sadomasoquismocontos eroticos selecionados por categoriaconto erotico ultimoscontos sadocontos reais de zoofiliacontos eróticos gay com fotoscontoseroticosfotosconto erotico com cachorrocontos eróticos zoocasadoscontiscontos eroticos com professorascontos eróticos lésbicomae e filha contoscontos de encestocontos cornoswww casadoscontos comcontos eróticos interracialcasas dos contos eroticoscasadoscomtoscontos eroticos fetichesconto erótico casacontos de traiçõescasa dos contos estuprocasa dos contos erotcontos de travestiscontos de exibicionismocontos crosscontos eroticos irmãzinhaconto erótico de incestowww casadoscontos comcontos eroticos sem fotos